MENU

9 de novembro de 2014 - 20:36F1

Nos lagos, 8

2014119191048_Dupla Mercedes_IIINTERLAGOS — Enfim, domingo. Depois de comandar os treinos e a classificação, Nico Rosberg finalmente conseguiu completar o trabalho perfeito que começou na sexta-feira. E fez o que tanto desejava: transformou a pole em uma vitória importante em Interlagos.

Com o resultado, o alemão descontou sete pontos na desvantagem que ainda tem para Lewis Hamilton, mas, mais do que isso, conseguiu segurar o ímpeto do rival, sem cometer erros. Foi frio quando precisou ser e não se intimidou pela agressividade do adversário.

Hoje, Nico chegou cedo ao autódromo, atendeu à imprensa na entrada do paddock, tirou fotos com muita gente no caminho até os boxes da Mercedes. Estava bastante sorridente, tranquilo, repetindo o comportamento dos últimos dias.

Na saída para o tradicional desfile dos pilotos, o alemão saiu também de muito bom humor, atendeu os fãs e tirou fotos uma vez mais. Muito diferente do comportamento de Hamilton, que surgiu com uma cara fechada, mais introspectivo. Não deu muito bola para ninguém no caminho entre os boxes e o caminhão. De boné e cabeça baixa, o inglês sequer esboçou um sorriso.

Talvez essa leveza tenha também ajudado Nico à tarde.

Aqui as palavras do vencedor ainda no pódio. Vale dizer que a parte final, na entrevista a Nelson Piquet, veio em português:

“Estou muito feliz com todo o fim de semana. Me senti sempre confortável, pude atacar e controlar a vantagem para Lewis na corrida. Tivemos uma semana especial no Brasil, a atmosfera é fantástica e é muito legal ver o apoio que vocês estão dando ao Felipe e a mim também. Obrigado.”

Mais tarde, o alemão falou com os jornalistas na coletiva da FIA.

“Foi um grande fim de semana. Em Austin, o domingo foi difícil para mim e era importante melhorar. Não tinha feito um trabalho bom o bastante. Aprendi a partir de Austin, e esse é um grande passo na direção certa. Uma corrida tarde demais, mas ainda há tempo. Preciso continuar tentando manter esse momento e estou me sentindo muito bem no carro. Precisava garantir que o carro fosse o bastante para que ele não conseguisse chegar e ultrapassar, como aconteceu em Austin, e fiz isso.”

Com certeza, Rosberg sai da pista paulistana bastante fortalecido depois da apresentação de hoje. Finalmente reagiu ao avanço do rival, mas pena que talvez acontecido tarde demais. A vantagem de Hamilton ainda lhe dá muita segurança para a corrida de Abu Dhabi — o inglês precisa de apenas um segundo lugar para garantir o título —, mas nunca se sabe. Ainda assim, Nico ganhou mais do que a corrida aqui, ganhou confiança também e recolocou seu campeonato nos trilhos.

E o ponto alto do momento pelo qual atravessa o alemão acabou sendo também diante dos jornalistas. Rosberg sabe que precisa de ajuda para faturar o Mundial e elegeu a Williams como aliada, mais precisamente Felipe Massa.

Os dois estavam sentados lado na bancada e, sem pestanejar, o piloto da Mercedes virou para o brasileiro e mandou: “Ele é o cara. Eu preciso de alguma ajuda de Felipe.”

Massa respondeu dizendo que queria a vitória, mas Nico completou a galhofa: “Não, nem tanta ajuda assim”. E caiu na risada. Talvez essa seja a grande arma do germânico para o GP derradeiro daqui a duas semanas.

20141191821455_Podio_II

1 comentário

  1. Valdemir Silva Braga disse:

    Até hoje não sei e desconfio que a rivalidade existente entre Rosberg e Hamilton seja somente diante das cameras; pois são amigos de infancia e amizade sincera não acaba dessa forma. Sempre fui e ainda sou fã do Hamilton pelo seu estilo arrojado, às vezes lembrando Ayrton Senna, mas neste fim de semana, Rosberg conquistou muitos fãs por aqui, pelo seu jeito simpatico, sempre atencioso com todos, parando para fotos, falando espanhol e em algumas vezes arriscando o portugues. A Alemanha está na moda na formula 1 desde a era Schumacher e no futebol (Copa do Mundo) que conquistou muitos torcedores brasileiros, e com esse estilo estudado ou não, Nico está conseguindo transformar a imagem de vilão que lhe impuseram desde o GP de Mônaco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>